• Colabora

O que a série Oktoberfest do Netflix ensina sobre empreender.


Empreender requer comportamentos que iniciam com uma visão de oportunidades, trabalho duro, controle, aprendizado e o desenvolvimento de alianças. A complementaridade dos parceiros é fundamental, especialmente nos dias atuais.


O festival de cerveja originado em Munique foi criado pelo rei bávaro Luís I em 1810 para celebrar o seu casamento, passou a fazer parte das comemorações culturais da cidade e posteriormente se estendeu por vários lugares do mundo. A Oktoberfest também é realizada no Brasil, a mais importante fica em Blumenau.


A trama na séria inicia com a chegada de um “novo entrante”, Curt Prank, que decide montar a maior barraca para clientes até então construída. O personagem da historia existiu, foi Georg Lang, reconhecido como o empreendedor que transformou o festival no grande evento que conhecemos atualmente.


Diversos conceitos da Administração estão presentes nos seis capítulos da série, destacarei dois que mais chamaram a minha atenção: Ambiente competitivo e proposta de valor.


O Ambiente Competitivo tem limitações impostas pelo tamanho do mercado consumidor de Munique, da atuação do Cartel de cervejeiros, que definiu um limite de sete participantes autorizados para participarem do festival.


Na perspectiva de concorrentes diretos há certa camaradagem entre os competidores, estes trabalham pela manutenção do status quo, o mercado é o suficiente para distribuírem seus produtos, sozinhos nenhum conseguiriam abastecê-lo. Juntos melhoram a divulgação, a imagem da Oktoberfest e da cidade de Munique.


Para os novos entrantes existem as barreiras dos altos investimentos, disputa pelo espaço físico no festival, exigências técnicas do cartel, dentre outras falcatruas. Entretanto, Curt Prank é um empreendedor é obstinado e não desistirá, adotando práticas licitas e ilícitas para entrar neste mercado.


As forças dos fornecedores estão presentes no abastecimento das cervejas autorizadas, na atuação das garçonetes que se rebelam por maiores ganhos e na figura do Estado que troca benesses a Prank por apoio financeiro. Soluções e novos desafios são uma constância no relacionamento com os fornecedores do festival.


O poder de barganha dos consumidores é alto, pois tem ao seu dispor tavernas com cerveja de qualidade, musicas, entretenimentos exóticos, serviços lícitos e ilícitos para reter o cliente no estabelecimento o maior tempo possível, focando o consumo dos produtos.


A Proposta de Valor atende requisitos funcionais de qualidade do produto, disponibilidade de volumes, logística de atendimento em salões amplos e equipe atenta para que o cliente consuma o máximo possível.


Na perspectiva de requisitos sociais, os cervejeiros atraem o publico apresentando as credenciais de produtores tradicionais. Estimulam regionalismo, nacionalismo, enaltecem as tradições da Bavária e da Alemanha.


Os requisitos emocionais e sensoriais estão presentes através de novidades e exotismo, como um cinema e atividades circenses, que conta com apresentação de diversos artistas. Destaque para a sensacionalista apresentação de povos de culturas distantes designados como canibais.


A Proposta de Valor do festival vai além de embebedar os consumidores, resgata as tradições culturais da Bavária, aumenta o senso de pertencimento dos locais, ajuda a reduzir a dor e miséria em que vive boa parte da população.


Poderíamos discutir também as atividades chave, recursos, fontes de receitas, tipos de relacionamento com clientes, estratégias de diferenciação dos cervejeiros, mas o propósito da série é entreter o telespectador.


Recomendo que assistam a série, especialmente aqueles que gostam de cerveja.


Saudações

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo